segunda-feira, 28 de julho de 2014

Política do Chimarrão Cruel - Churrasco, Politização, Futebol.... Orgulho do Sul




CHURRASCO, POLITIZAÇÃO & FUTEBOL









O Orgulhoso Gaúcho


O orgulhoso Gaúcho acorda na sua imponente capital, que uma vez o livre-pensador, Millôr Fernandes, visitando Porto Alegre - disse:

- "Porto até entendo, mais Alegre?"









Continuando... O Gaúcho brioso vai até a dispensa e pega uma caixinha tetra-plak de leite B - da segunda maior bacia leiteira do Brazil, ou seja, o Rio Grande do Sul. Ao colocar o produto lácteo no recipiente e levar ao fogo - está prestes a consumir um coquetel de leite com formol, soda cáustica e água oxigenada, porém, nada abala o valente habitante do pampa. Ao bebericar o delicioso coquetel, não nega a fama de ser membro do povo "mais politizado do País" - O rádio é sintonizado numa estação gaucha, ao mesmo tempo, abre um tabloidão pampeano e tem orgulho do que ouve e lê. Jornalistas que criticavam os partidos políticos por serem fisiológicos, agora são candidatos a algum cargo eletivo por estas agremiações políticas.  Na sua mente "politizada" é processada a elocução:


- "Vou votar nestes jornalistas isentos, eles vão mudar o Rio Grande do Sul. Se não fossem éticos, competentes, altruístas  jamais as grandes mídias do pampa, corretas e transparentes, teriam contratados estes futuros políticos. Realmente a altivez é um componente biológico dos habitantes do sul do Brazil. Confio totalmente na mídia corporativa gaucha".


"Água de 20 capitais tem "contaminantes emergentes"
O dia continua... O valente guerreiro sulino vai consolidar a tradição do rio grande. As mãos calosas do manejo campeiro colocam a erva-mate contaminada com chumbo e cádmio na cuia - e deixa cevar o chimarrão. As mesmas mãos seguram a chaleira e colocam água da capital gaucha, que segundo um estudo da UNICAMP é a mais contaminada com substâncias que afetam o sistema hormonal de seres humanos e animais. A chaleira chia e o brioso gaúcho começa o ritual surrupiado dos antigos donos da terra, os tupi-guaranis, que segundo dois deputados gaúchos:


- "são tudo o que não presta".


 


Finalmente chega o fim-de-semana. A costela assando no espeto recheada de lipídios antecede o jogo de futebol. O brioso representante do pampa vai saborear a carne gorda e encher seus neurônios com ácidos graxos. Após se nutrir do saudável alimento para o coração, o pampeano se  dirige a uma das duas arenas de Porto Alegre. O peito se estufa, ao ouvir no radio de pilha a voz de um ufanista locutor de futebol:

- "A capital gaúcha é a única no Brazil que tem duas arenas padrão FIFA"...

O orgulho é tanto que nem nota as favelas que rodeiam os estádios, com suas crianças doentes brincando junto ao esgoto ao céu aberto e sem postos de saúde. No estádio, como todos frequentadores, boicota o hino do brasil, mas mostra todo seu orgulho sulino e pampeano ao cantar o hino riograndense, louvando o cartola político de plantão que dirige seu clube do coração:



Futebol & Alienação






Nenhum comentário:

Postar um comentário